Web Content Viewer (JSR 286)

Ações
Carregando...

Central de programação

Cine Sesc Araxá - Julho 16


    1. 06
      03
    2. Evento: 'Cine Sesc' - 'Surrealismos da vida contemporânea'
      Hora: 19h30
      Local: Sesc Araxá

      Rua Dr. Edmar Cunha, 150, Santa Terezinha
      Informações: (34) 3201-8100
      Todas as sessões são gratuitas.

       


     

  • SURREALISMOS DA VIDA CONTEMPORÂNEA

    Luis Buñuel e Salvador Dalí, duas das maiores referências do Movimento Surrealista, lançavam, em 1929, Um Cão Andaluz, filme considerado um ícone do cinema no “Manifesto Surrealista”, de 1924, escrito pelo francês André Breton. Tal manifesto constituiu importante tentativa de rompimento com toda a lógica e linearidade narrativa, com forte apelo e referência à dimensão onírica. Segundo o documento, um dos princípios das construções de enunciados é a distância entre os significados. O inconsciente se manifesta no automatismo, com a falta de lógica e a não linearidade.

    Assim como outros movimentos de vanguarda que desconstruíram a arte no século passado, o Surrealismo foi perpetuado pelas mais diversas formas de expressão artística, entre elas o cinema. Uma corrente de artistas influenciados pelo movimento produziu híbridos, mantendo o legado e a essência, com características marcantes, que são identificadas pelos elementos surrealistas, pela quebra narrativa, acrescidos em muitos casos da manifestação do surreal no nosso cotidiano e da busca do inconsciente coletivo.

    Um dos mestres da animação de todos os tempos, o tcheco Jan Svankmajer afirmou que “o surrealismo nos permite viajar pelas mais profundas camadas da alma” por meio dos recursos da imaginação. E é dessa forma que o ciclo Surrealismos da Vida Contemporânea, do Cine Sesc, apresenta cinco obras calcadas nas características fundamentais de um movimento que nasceu há mais de 80 anos, mas que continua atual, contemporâneo. Aplicado ao nosso cotidiano, o movimento manifesta questões políticas, filosóficas, alegóricas, subvertendo ordens e explorando a mente em suas camadas tênues, profundas e frágeis.

    Bons filmes!


    6/7: Juan dos mortos
    Alejandro Brugués | Cuba, Espanha | 2013 | 100min | Calssificação 14 anos

    Juan (Alexis Díaz de Villegas) é um sujeito de 40 anos especializado na arte de não fazer nada. Um dia, se depara com uma misteriosa infecção que está transformando os habitantes de Havana em mortos-vivos famintos. Juan, como um bom cubano, decide começar um negócio ao lado do amigo Lazaro (Jorge Molina) para tirar vantagem da situação. Eles se especializam em assassinar zumbis e trabalham com o slogan "Matamos seus entes queridos". O negócio acaba sendo afetado com o crescimento constante do número de infectados.

    13/7: Holy Motors
    Leos Carax | França, Alemanha | 2012 | 115min | Classificação 14 anos

    Oscar (Denis Lavant) transita solitário em vidas paralelas, atuando como chefe, assassino, mendigo, monstro, pai... Mergulha profundamente em cada um dos papéis e é transportado por Paris e arredores em uma luxuosa limusine, comandada pela loira Céline (Edith Scob). Ele é um homem em busca da beleza do movimento, da força motriz, das mulheres e dos fantasmas de sua vida.

    20/7: Atilla Marcel
    Sylvain Chomet | França | 2013 | 102min | Classificação 12 anos

    Aos dois anos de idade, Paul presenciou a morte de seus pais e não disse uma palavra desde então. Criado por suas tias, duas senhoras da aristocracia francesa que sonham em vê-lo se tornar um grande pianista, Paul envelheceu sem nunca ter vivido. Aos 30 anos, ele conhece a Sra. Proust, uma mulher excêntrica que contém a receita para um chá de ervas que, com ajuda de musica, desperta as memorias mais profundas e apagadas, que irão libertar Paul para que ele finalmente viva a sua vida.

     

    27/7: A estrada perdida
    David Lynch | EUA, França | 1997 | 135min | Classificação 14 anos

    Fred Madison (Bill Pullman) é um saxofonista de jazz vanguardista que é casado com Renee (Patricia Arquette). Fred suspeita que Renee pode ser infiel a ele, mas percebe que tem coisas maiores para se preocupar quando alguns vídeos aparecem na porta da sua casa, provando que alguém está observado a casa por fora e por dentro (um vídeo mostra ele e Renee dormindo). Quando Renee é encontrada morta, Fred é preso e condenado por homicídio em primeiro grau. Entretanto, em uma manhã não está mais em sua cela e se transformou aparentemente em Pete Drayton (Balthazar Getty), um jovem mecânico de automóveis que é libertado mas tolamente se envolve com a mulher de Dick Laurent (Robert Loggia), um gangster, chamada Alice Wakefield (Patricia Arquette), uma loira bem sensual que é exatamente igual a Renee.



    3/8: O congresso futurista
    Ari Folman | EUA | 2013 | 122min | Classificação 14 anos

    Robin Wright é uma atriz de Hollywood, já na meia idade que, em sua juventude, teve uma promissora carreira. Certo dia, Robin recebe a proposta inesperada: scannear sua imagem tornando-se uma atriz virtual, mantendo-se assim jovem para sempre. No futuro, O Congresso vai tentar convencer Robin a se render de vez ao mundo da fantasia.

     

     

     


  1.