Web Content Viewer (JSR 286)

Ações
Carregando...

Central de notícias

|

Sesc encerra em festa as atividades da Educação em 2014

Alunos, pais e familiares acompanharam também os resultados obtidos com as ações
Publicado em 13/12/2014 às 17:09Atualizado em 08/01/2015 às 16:57

Um dia de emoção e alegria para dezenas de famílias. O Sesc encerrou, neste sábado (13/12), em várias cidades do estado, as ações da área de Educação em 2014. Muitas brincadeiras e diversão movimentaram as crianças que estiveram presentes com seus pais e responsáveis. No Sesc Contagem-Betim, a solenidade reuniu os estudantes do Centro de Educação Infantil e do Projeto Habilidades de Estudo (PHE) do Sesc Floresta e Sesc Santa Quitéria, de Belo Horizonte, além do Sesc Sete Lagoas e Sesc Bom Despacho.

O diretor regional do Sesc, Rodrigo Penido Duarte, apresentou os resultados deste ano das atividades do PHE, Colégios Sesc, Sesc Alfabetização e das escolas adotadas em  Minas Gerais. Ele destacou que a Educação é uma bandeira da instituição. “Pretendemos ir muito além do ensino da ciência e da matemática com essas ações. Buscamos dar para a sociedade a formação de cidadãos de bem, responsáveis e que pensem positivamente”, afirmou.

Crianças do PHE do Sesc Sete Lagoas emocionaram os cerca de 1.200 convidados cantando a música “Como é grande meu amor por você”, de Roberto Carlos. E, como não poderia faltar, as brincadeiras fizeram a alegria da garotada: pula-pula, touro mecânico, piscina de bolinhas, cama elástica, dança, pintura facial e fotos instantâneas com o Papai Noel. Algodão doce, pipoca quentinha e cachorro-quente deram energia para a meninada curtir todas as atividades.

Segundo a superintendente de Educação do Sesc, Érica Freitas, o trabalho realizado com os alunos, com o apoio de toda a equipe do Sesc, tem dado certo e tem alcançado resultados porque a instituição acredita no que faz. “Tivemos um intenso ano, cheio de novidades e projetos que estão mudando a vida de milhares de famílias. Participar deste momento e também saber que os pais confiam na atuação do Sesc para a educação de seus filhos é algo maravilhoso”, destacou.

As comemorações de encerramento das atividades da Educação também marcaram o sábado nas unidades do Sesc em Poços de Caldas, Juiz de Fora,  Muriaé, Uberlândia, Uberaba, além de Governador Valadares, onde está localizada uma das unidades do Colégio Sesc. Ao todo, participaram das atividades 4,6 mil pessoas. 



2014 – Ano de expressivos resultados

O PHE tem transformado a vida de crianças em diversas cidades do estado e propõe acompanhamento pedagógico, atividades extracurriculares, esportivas, culturais e cuidados com saúde, gratuitamente, aos estudantes do Ensino Fundamental (de 6 a 11 anos). Iniciado em 2013, atualmente está presente em nove unidades do Sesc, atendendo duas mil crianças. Para 2015, estão previstas inaugurações em mais quatro cidades, Araxá, Coronel Fabriciano, Patos de Minas e Pouso Alegre, ampliando em 23% o número de vagas.

Os pais dos alunos sempre têm o que falar sobre a participação dos filhos no projeto. A professora Emiliane de Cássia Faria Costa, mãe de Guilherme Faria Costa, aluno do PHE em Bom Despacho, conta que o filho melhorou muito desde que começou a frequentar o PHE. “Ajudou muito no desenvolvimento dele na escola formal, principalmente em relação à disciplina”, disse.

Outra iniciativa inovadora foi a inauguração dos Colégios Sesc, no primeiro semestre deste ano, implantando o ensino formal em três cidades. Além da unidade Contagem-Betim, com a Educação Infantil, também está presente em Governador Valadares (Ensino Fundamental) e Teófilo Otoni (Ensino Médio).

Segundo o caldeireiro Geovani Batista, o entusiasmo com o estudo tem sido destaque na rotina do filho, Jhonnatta Batista, que é aluno do Centro de Educação Infantil Sesc Contagem-Betim. “Ele chega em casa sempre contando tudo o que aprendeu e podemos acompanhar diariamente o crescimento dele. É fantástica a estrutura oferecida, a qualidade dos professores e a forma de ensinar”, considerou.

Os Colégios possuem um modelo diferenciado, com turmas reduzidas, ensino em tempo integral e atividades extracurriculares. Além do ensino formal, os Colégios Sesc oferecem atividades  como iniciação esportiva, oficinas de educação e saúde de caráter preventivo, ações artístico-culturais e aulas de inglês. Para o Ensino Médio, são oferecidas aulas de espanhol, nivelamento de matemática e português e empreendedorismo.

A atuação do Sesc com foco na educação em Minas Gerais inclui ainda o programa de escolas adotadas, em que as instituições de ensino da rede pública recebem projetos socioculturais, atividades esportivas, educativas e de saúde, que proporcionam a interação, entre alunos, professores e comunidade. Em 2014, foram adotadas 102 escolas, com mais de 68 mil alunos. Além disso, para jovens e adultos que buscam oportunidade de aprender a ler e escrever ou aprimorar o conhecimento com a Língua Portuguesa, foi criado o Sesc Alfabetização, presente em Belo Horizonte, Santa Luzia e Almenara. Neste ano foram mais de 200 pessoas atendidas. Para 2015, a proposta é aumentar esse número para 325 participantes.

Confira mais fotos do encerramento das ações de Educação em 2014 por Minas. 

Veja outros depoimentos

“Avaliar o trabalho realizado pelo Sesc, em uma escala de 1 a 10, certamente é possível dar nota 1000”, disse a dona de casa Natália da Luz Reis Ferreira, mãe da aluna Eduarda Nathália Reis Ferreira. “Estamos muito satisfeitas, pois as meninas estão mais proativas, mais educadas e com um comportamento exemplar”, completou a dona de casa Hosana Rabelo, mãe da estudante Gabrielle Vitória Rabelo. As duas crianças são alunas do Centro de Educação Infantil Sesc Contagem Betim.

"O Sesc levou para o município algo que os próprios pais solicitavam ao Conselho Tutelar, um projeto que ajudasse a canalizar as energias das crianças. E o PHE veio com isso, oferecendo muitas possibilidades em educação, valores, autoestima e, claro, brincadeiras”, afirmou Junara Kelle da Silva Chaves, psicóloga e conselheira tutelar, mãe de Ana Júlia Silva Chaves e acompanhante de Laura Stefanie, estudantes do PHE no Sesc Bom Despacho.

“Foi muito bacana a participação no projeto. Ela evoluiu muito na postura e nas atividades, ficando mais motivada e animada para fazer as coisas. Tudo isso é significante e muito gratificante pra gente”, contou o publicitário Cláudio Ribeiro, pai de Sara Teles, do PHE no Sesc Santa Quitéria

“Ele teve uma melhora muito importante em relação aos estudos, ficando mais interessado. No PHE tem responsabilidade com os horários, além de praticar esportes, como natação e futsal. Foi muito bom o ano”, reconheceu a dona de casa Gislene Alves de Lima, mãe de Otávio Augusto, do PHE no Sesc Sete Lagoas.

“Ele ficou mais comunicativo. Na escola ele era retraído, muito tímido e ansioso. Hoje, ele desenvolve atividades diversas com muito mais empenho e facilidade, coisa que a gente não via antes. E esta mudança que a gente viu nele, também muda nossa vida, para melhor”, ressaltou Daniela de Lima, mãe do aluno Felipe Oto de Lima Fonseca, do PHE no Sesc Uberlândia.

“Uma das coisas que ela mais evoluiu foi a desenvoltura na maneira de se expressar e de se comunicar, superando a timidez. Outra coisa muito importante foi a melhora na percepção do mundo: antes, independentemente de onde estivesse, ela tinha uma impressão de não ser bem recebida pelos outros. Hoje, a Maria Eduarda sabe que esse sentimento era irreal e que o mundo é o lugar dela, e de todos nós também. No PHE, ela achou o seu lugar, compreendendo sua importância na família e na sociedade, os direitos que tem e o quanto é bem-vinda”, destacou Aline Franco, mãe da aluna Maria Eduarda, que participa do projeto no Sesc Uberlândia.

“O PHE é muito importante para minha filha. Ela sempre foi socializada, mas o projeto fez ela se interessar mais por tudo, principalmente os estudos. Ela adora as atividades, quer participar de tudo e se esforça ao máximo para conseguir realizar. Ela sabe todas as atividades que vai ter no dia e não gosta de faltar de jeito nenhum. O Sesc pra gente é tudo. Ele tem um poder transformador muito grande”, salientou Vera Lúcia Barbosa, mãe da aluna Vitória Barbosa, do PHE no Sesc Juiz de Fora.

Clique aqui e veja fotos das famílias.