Web Content Viewer (JSR 286)

Ações
Carregando...

Central de notícias

|

Turismo em Minas: veja 5 dicas do que fazer em Januária

Cidade do Norte de Minas encanta pelas belas paisagens naturais e pela famosa gastronomia
Publicado em 24/07/2018 às 09:20Atualizado em 24/07/2018 às 09:20

Ana Cláudia Gonçalves

Minas Gerais guarda encantos em diversas regiões do estado, atraindo turistas pela sua gastronomia, belezas naturais e locais que revelam riquezas históricas e culturais. Bem na ponta Norte do território mineiro, a pequena Januária, com quase 68 mil habitantes, surpreendentes por seus privilegiados pontos turísticos. 
Se você ainda não sabe o que o município oferece para os visitantes, agora é a hora de pegar essas dicas, arrumar as malas e embarcar nessa viagem.

1) Parque Nacional Cavernas do Peruaçu

Trilhas, cavernas, mirantes, sítios arqueológicos milenares. Pensa no visual... São paisagens naturais de deixar o queixo, de qualquer um, caído! As pinturas rupestres pré-históricas guardadas no interior das gigantes cavernas são um atrativo a parte, a cada passo dentro do Parque Nacional Cavernas do Peruaçu. Com mais de 56 mil hectares, além de Januária, a reserva ocupa o território de outros dois municípios, São João das Missões e Itacarambi. O rio São Francisco margeia esse paraíso, deixando o passeio ainda mais inesquecível.

A Gruta do Janelão é o cartão postal do parque. O tempo de trilha é de, aproximadamente, cinco horas, mas claro, com muitas paradas para contemplar a beleza e para registrá-la em fotos.

Dicas importantes: use sapatos fechados e confortáveis, como bota ou tênis. Leve uma mochila pequena, com água e lanche e deixe em mãos uma lanterna e a máquina fotográfica.

2) Um passeio pelo Velho Chico

Pelo fato de Januária ser banhada pelo rio São Francisco, um dos mais importantes da América do Sul, um passeio de barco está entre as atrações indispensáveis e o pôr do sol é um visual de tirar o fôlego, que mais parece uma pintura.

3) Praias fluviais

Praia em Minas? Temos em Januária. Às margens do rio São Francisco são formados bancos de areias, entre os meses de julho e agosto. Nessa época, é montada uma estrutura de praia, com barracas de bebidas e petiscos, além de quadras de areia para práticas esportivas.

O rio Peruaçu corta a Gruta do Janelão, dentro do Parque Nacional das Cavernas do Peruaçu, onde também são formadas “praias de areias”. Mas não é permitida a entrada  na água.

4) Artesanato e cultura

Conhecer o artesanato local e os prédios históricos culturais também precisa estar no seu roteiro de viagem. Na rua Visconde de Ouro Preto está a Biblioteca Pública Municipal e o Centro de Artesanato da Região de Januária. O passeio pela rua de pedras é um convite para admirar as casinhas antigas e coloridas, que dão um charme à viela.

O artesanato, de origem indígena, tem características primitivas e utiliza, como matérias-primas, barro, fibras vegetais, madeira, algodão, entre outros. A atividade é a principal geração de renda de muitas famílias.

A Casa da Memória é outro ponto turístico muito procurado. Construído em 1910, o prédio foi transformado em centro cultural em 1981, e possui biblioteca, sala para cursos de música, artesanato e um museu com artigos e documentos que contam a história da cidade.

5) Gastronomia local

Carne de sol com mandioca e uma dose de cachaça. Quem passa por Januária precisa comer esse prato típico e, para os adeptos, experimentar a bebida derivada da cana de açúcar. A cachaça do município é exportada para outros estados e países europeus e asiáticos.

Arroz com pequi, moquecas de surubim, paçoca, dourado assado...vários pratos são feitos com o peixe surubim do rio São Francisco. As frutas do Cerrado, como pequi, pinha, cajuí, maxixe e banana-caturra, também são ingredientes utilizados para deixar p diversos pratos típicos da região ainda mais saborosos.

Onde se hospedar?

Para sua viagem ser inesquecível, é importante escolher bem a hospedagem. O Sesc possui uma pousada em Januária com estrutura completa de lazer, com piscinas para crianças e adultos, parque aquático, quadras poliesportivas, quiosques com churrasqueiras e varanda de jogos.

Depois de aproveitar as dicas acima e se aventurar pela cidade, ter um lugar desses para descansar é saber que as escolhas para esse pase foram mais que acertadas.

Trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo têm 50% de desconto nas reservas. Garanta a sua aqui.